quarta-feira, 31 de março de 2010

Oito Governadores deixam o cargo para se candidatarem

Amazonas (Eduardo Braga - PMDB)
Mato Grosso (Blairo Maggi - PR)
Minas Gerais (Aécio Neves - PSDB)
Paraná (Roberto Requião - PMDB)
Rio Grande do Norte (Wilma de Faria - PSB)
Rondônia (Ivo Cassol - PP)
Santa Catarina (Luiz Henrique da Silveira - PMDB)
São Paulo (José Serra - PSDB)

Nota do Site:

Os governadores candidatos a reeleição não precisam se afastar do cargo.

Somente os governadores candidatos a mandatos diferentes são obrigados a se desencompatibilizar.

sábado, 20 de março de 2010

Jornal de Santa Catarina no Painel do Paim

http://www.ejornais.com.br/jornais_santa_catarina.html

quarta-feira, 17 de março de 2010

Diário da Manhã no Painel do Paim

http://site.dm.com.br/

RO: Cahulla é o grande beneficiado com a absolvição do governador Ivo Cassol

A pré-candidatura do vice-governador João Cahulla (PPS) ao governo do Estado deverá ganhar um fôlego extra com a vitória de Cassol no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no processo em que o Ministério Público Eleitoral (MPE) pedia a cassação de seu diploma mediante acusação de compra de votos.

Aliados do ex-senador Expedito Júnior (PSDB) acreditavam que, se o mandato de Cassol chegasse ao fim, o governador poderia apoiar o tucano nas eleições deste ano, abandonando Cahulla, que também teria o mandato cassado.

A possibilidade de Cassol apoiar Expedito parece ter caído por terra. Na terça-feira (16) pela manhã, o governador concedeu entrevista à TV Rondônia, afirmando ter ouvido falar que uma família teria comprado votos, mas negando que tivesse alguma coisa a ver com isso.

Agora, Cassol deverá renunciar nos próximos dias, juntamente com parte de seu secretariado que concorrerá nas eleições deste ano.

Assim, Cahulla assume o governo do Estado e depois poderá disputar a reeleição.

Autor: Rondonoticias