sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Governo do AC cobra empenho de órgãos em 'batalha' contra dengue

Durante uma reunião com prefeitos, secretários, profissionais ligados à saúde, além da Defesa Civil, Exército e Ministério Público do Acre (MP-AC), na manhã desta quinta-feira (28), o governador do Acre, Tião Viana (PT-AC) cobrou empenho dos gestores para enfrentar o mosquito Aedes aegypti.

Viana se reuniu para apresentar e discutir os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde como estratégia de combate à dengue.
"Só com união, convertendo em uma batalha solidária, pegando cada setor da sociedade, seja um órgão de saúde, quartel do exército, uma escola, um bombeiro, ou um líder de comunidade, que nós vamos vencer. Se não, não há outro caminho", diz.
O prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre(PT-AC) ressaltou que ainda não há casos confirmados de zika vírus na capital, mas a situação preocupa por conta do alto índice de infestação do mosquito, que pode transmitir também dengue e chikungunya.
"O índice de infestação ainda preocupa, não que tenhamos a presença da doença, mas a presença do mosquito, preocupa todos nós. Por isso, essa grande mobilização. Em alguns bairros, o índice passa de quatro, considerado preocupante e por isso estamos com ações nesses bairros que apresentam índices que demandam ação imediata", afirma o prefeito.
Durante a reunião, o tenente-coronel Medeiros Júnior, comandante do 4º Bis, anunciou a manutenção dos 30 homens do exército que atualmente estão trabalhando nos mutirões de combate ao mosquito, em Rio Branco. Ele anunciou ainda a ampliação do efetivo para atuar no interior.
"Em Cruzeiro do Sul, e nos municípios do interior onde nós temos quartéis vamos aumentar o efetivo e intensificar esse trabalho. Nesta sexta-feira (29), por exemplo, vamos trabalhar junto à prefeitura de Assis Brasil".

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial